COMO SOLICITAR ALIMENTAÇÃO ESPECIAL PARA VIAGEM DE AVIÃO?

Avião

Como é fazer uma refeição sem glúten, no avião, em uma viagem longa? Simples.

A resposta é realmente fácil, para conseguir se alimentar dentro do avião sem preocupações é preciso planejamento.

Como tudo na vida, não dá para esperar que as coisas aconteçam ficando inerte, ou melhor, dentro do contexto, que aquela marmitinha GF caia no seu colo enquanto vai para Europa se você sequer pediu por ela.

GFML

Minha experiência na minha última viagem, com a Alitalia, foi sensacional. Na ida, a refeição veio bem completa, tanto no jantar quanto no café da manhã.

Listei 7 dicas para que você consiga fazer sua refeição especial durante suas viagens de avião.

1. Escolha uma companhia aérea que ofereça o tipo de alimentação que você deseja

Hoje, é difícil alguma empresa que ainda não esteja conscientizada sobre alergias e intolerâncias alimentares. Portanto, essa etapa não será das mais difíceis, provavelmente no site haverá alguma seção que tratará destas questões.

2. Certifique-se que a refeição oferecida é livre de contaminação cruzada

A gama de opções ofertadas é grande, tem companhias que servem alimentação especial para todos os gostos, desde aquelas baseadas em princípios religiosos, até as veganas. E, como o serviço é terceirizado, é legal fazer contato anterior para garantir que não ocorra qualquer contaminação. Se, por acaso, não houver essa garantia, escolha outra empresa ou pule para opções 6 e 7.

3. Faça a reserva

Independentemente de qual será a forma de compra da passagem, você deve ligar para a companhia aérea para fazer o requerimento da alimentação especial. Digo isso, porque, mesmo que exista a alternativa de fazer a solicitação pela internet, por exemplo, é interessante fazer a confirmação pelo telefone e anotar o número do protocolo, é claro.

4. Confirme

Pode parecer chato ter que pensar em ouvir, novamente, aquelas musiquinhas enquanto espera para ser atendido por alguém da empresa. Mas, uns dias antes, pegue seu tempinho livre e confirme, de novo, se está tudo ok com a sua solicitação.

5. Se o voo for alterado, confirme (mais uma vez)

Caso qualquer circunstância seja alterada em seu voo, ligue outra vez para a companhia com o intuito de confirmar o requerimento. Por experiência própria, você deve solicitar a alimentação toda vez que acontecer alguma mudança em suas passagens.

No início do ano, na volta da viagem, minha conexão seria no Rio de Janeiro e, por um motivo desconhecido, foi trocada para São Paulo. Com essa realocação, perdi minha solicitação de alimentação especial, aí pelo curto espaço de tempo, não consegui fazer novo pedido. Porém, tive a sorte de conhecer funcionários excelentes da Alitalia, que fizeram de tudo para que eu me sentisse confortável e pudesse comer algo que fosse livre de contaminação cruzada durante o voo. No fim das contas, acabei ficando com a salada e as castanhas que seriam ofertada aos passageiros da 1ª classe e, apesar de não ser uma refeição completa, compensou em vista da preocupação e do profissionalismo dos comissários.

6. Leve algo na bagagem de mão

Nem todo tipo de alimento é permitido dentro do avião, mas você pode levar uns snacks para, no caso de imprevisto, dar uma beliscadinha. Castanhas, barrinhas de cereal, chocolates, biscoitos salgados, frutas secas em pacotes lacrados, são apenas algumas das opções que você pode carregar na bolsa nesses momentos. Lembrando que, em voos curtos, geralmente não existe a possibilidade de requerer a refeição específica.

7. Não coma

Essa dica, que aprendi com uma amiga, parece um pouco pesada, mas pode ser uma opção. Qualquer que seja a alimentação oferecida, ela provavelmente não é das mais saudáveis e pode não te fazer bem em outros aspectos que não sejam, somente, os relacionados à doença celíaca e as crises no seu intestino.

Por isso, fazer uma boa refeição antes de embarcar e utilizar o tempo da viagem para outros tipos de lazer, como dormir e assistir séries e filmes, também é muito válido. Afinal, quando chegar ao destino, você pode encontrar vários restaurantes que façam valer a pena o tempo de jejum.

COMO ENCONTRAR IDEIAS INCRÍVEIS NO PINTEREST

PINTEREST

Blogs são tudo na vida. Foi com diversos deles que consegui aprender superar todos os momentos difíceis que a doença celíaca me fez passar.

E tem algo melhor que blogs, em si, que merece ser compartilhado com vocês. Não é nada novo e acho que todo mundo já conhece: o Pinterest. É através dessa plataforma que eu acabo conhecendo diversos sites brasileiros e gringos com ideias incríveis e super diferentes.

Quando estou sem inspiração, com fome ou só procurando dicas novas de comidas mais saudáveis é pra lá que eu vou.

Mas como encontrar essas propostas dentro do aplicativo?

1. Separe um tempo para isso

Uma vez dentro do Pinterest e você vai querer passar o dia todo nele. Por isso reserve um tempinho para fazer seu cadastro e organizar suas pastas dentro do aplicativo.

2. Veja seus tópicos de maior interesse

No meu caso, os preferidos são: glutenfree, diaryfree, healthy meal, semgluten, celiac e outros

3. Procure e siga pessoas

Conforme você vai escolhendo seus interesses, verá que algumas pessoas também compartilham deles, e aí pode haver troca de informações através de seus “pins” e painéis.

4. Monte seus painéis

Nomeie seus próprios tópicos e sempre que encontrar algo relacionado vá adicionando em cada um. Quando você precisar daquele pin, já saberá onde procurar.

5. Descubra pins relacionados

Cada vez que entrar em um pin, ao rolar para baixo verá que aparecerão várias ideias parecidas com aquelas que acabou de pinar.

6. Busque tendências

Sabe aquela receita da moda que você não consegue achar de jeito nenhum? Pois é, lá no Pinterest te garanto que vai encontrar a mesma receita executada de mil maneiras diferentes.

7. Entre nos sites originais

Cada pin é retirado de um site, blog, tumblr ou seja o que for. Então, quando pinar algo muito fabuloso, entre e conheça o site. Quem sabe você não acha outras coisas bacanas por ali?!

PINTEREST GLUTENFREE

E claro, quando encontrar ideias maravilhosas na internet, nada impede que você seja o primeiro pinador, guardando-as nas suas pastinhas.

Eu já encontrei criações surpreendentes por lá e digo que vale muito a pena dar uma olhadinha (ou várias)!

7 DICAS – DRIBLANDO AS DIFICULDADES PARA COMER MAIS SAUDÁVEL

7 DICAS

É muito fácil arranjar desculpas e encontrar dificuldades onde, na verdade, não há. O nosso desafio #10diasdobem está quase acabando, mas durante esta semana pude tirar algumas lições para a vida com relação à alimentação.

Para que possamos continuar sendo muito mais saudáveis, separei algumas dicas de como passar por cima dos obstáculos para participarmos de refeições muito mais nutritivas e com bastante sabor!

1. Final de semana não deve ser regado apenas de “porcarias alimentares”, aproveite as manhãs livres e faça um brunch bem bonito e saudável.

2. Eu estou numa onda de smoothies que não vai passar tão cedo, porque combina em qualquer hora do dia. Uma ideia legal é transformar essas bebidas em um bowl com cereais, frutas e castanhas.

3. A vontade de comer doce não é só de mulheres na TPM, muita gente sente aquele desejo de um docinho após as refeições. E que tal trocar o chocolate por frutas como banana, morango, blueberry? Adicionar um pouquinho de pasta de amendoim sem açúcar pode ser uma boa pedida.

4. Aproveite o final de semana para fazer porções congeladas de, pelo menos, duas de suas refeições favoritas para comê-las no almoço durante a semana.

5. Como ainda estamos no inverno, uma sopinha no jantar vai bem, não é mesmo? Seguindo o conceito das marmitinhas congeladas, um creme de batatas ou de abóbora super combina com a estação e é super versátil.

6. O lanchinho da tarde pode ser bem difícil quando tem bolachas e rosquinhas aos montes no mercado afora. Fica mais fácil se logo cedo você já preparar uns biscoitinhos de arroz com queijo cottage, uma salada de frutas ou até umas mini cenourinhas e ovo cozido. Tem muitas propostas super simples de executar, é só ter vontade.

7. Troque seus sanduíches ou bolinhos por omeletes/crepioca no café da manhã, as opões de recheios são infinitas e você não vai gastar mais de cinco minutos para fazer.

 

DICAS PARA SE EXERCITAR MELHOR

ACADEMIA

No inverno não é muito fácil fazer exercícios, mas uma coisa é certa, se você começar, não consegue mais parar, independente do clima.

Estou faz alguns dias sem ir para academia por questões de saúde e confesso que às vezes dou graças por poder ficar uns minutinhos a mais na cama, mas já sinto a maior falta.

Pra ser sincera, eu não sou nenhuma rata de academia, mas tem algumas dicas que sempre vejo por aí e resolvi compartilhar:

1. Respeite seu tempo

A não ser que esteja participando de alguma competição, você não precisa ser melhor do que ninguém. Respeite o seu corpo e seu tempo. No final das contas o que importa são as suas próprias conquistas e a forma como você vai se superar.

2. Hidrate-se

Essa é uma dica muito clichê, porém não menos importante. Isso porque tem muita gente que esquece o quanto beber líquidos (especialmente água) antes, durante e depois dos exercícios é importante para o bom funcionamento do corpo e para o ganho daqueles resultados tão esperados.

3. Divirta-se

Pratique uma atividade que te dá gosto em fazer para que seu astral seja elevado e você possa realmente aproveitar aquele exercício nos mínimos detalhes. Não seja seu próprio carrasco!

4. Vista-se adequadamente

Utilize roupas confortáveis e que te possibilitam mobilidade. De nada adianta chegar chegando com seu look do dia na academia e não se sentir bem para executar qualquer que seja a ação.

5. Prepare-se

Organize seus horários e sua alimentação para que nada atrapalhe o seu momento.

Tudo fica mais fácil se você mesmo cooperar para que aconteça!