SER ALGUÉM NA VIDA DE ALGUÉM

empatia

Empatia. Um termo cada vez mais falado, mas que permanece pouco vivido.

Segundo o Aurélio, a palavra empatia significa “forma de identificação intelectual ou afetiva de um sujeito com uma pessoa, uma ideia ou uma coisa”. Seus sinônimos podem ser: identificação, compreensão, afinidade, sintonia. Ou seja, a empatia corresponde a capacidade psicológica de determinada pessoa se colocar no lugar de outra, sentindo o que esta sentiria naquelas circunstâncias.

Pesquisar e entender o significado da expressão é muito simples. Mas realmente colocar em prática não é tanto assim. E, sim, eu só percebi isso recentemente.

Sempre fui gostei muito de participar de projetos sociais, de arrecadar roupas, alimentos, brinquedos e levar em asilos, orfanatos, cadeias, etc. Só que um acontecimento atual fez com que eu olhasse pra tudo aquilo que eu considerava que fazia de bom e visse que, no fundo, não era NADA.

Tem tanta gente, mais perto do que imaginamos, precisando de nós.

Sabe aquela pessoa que você sempre achou que estaria ali pra todos os momentos e, justamente quando você mais precisa, ela nem se preocupa? Ou então aquela que finge que se preocupa e fala que está “aqui pra qualquer coisa”, mas na verdade não está? Não seja essa pessoa. Não dê desculpas.

Nós não precisamos estar “carentes” para sentir falta de um abraço. Isso faz parte da nossa natureza. Nós deveríamos nos relacionar, com bons sentimentos mútuos, sempre.

Abraçar, sentir, se preocupar, orar, auxiliar financeiramente, dar carona, levar ao médico, ficar mais de 15 minutos em um velório (se você não gosta de estar lá, imagina a pessoa que perdeu alguém muito querido?), ajudar em tantos outros aspectos, de maneira útil.

Você encontra tempo pra tantas coisas menos importantes. Fazer alguém sentir a tua presença, ver que você realmente está ali por ela, tentando se colocar seu lugar. Isso muda a vida de qualquer um.

 

Anúncios

DETOX DE PESSOAS

detox-de-pessoas

Sentamos para tomar um açaí daqueeeeles e, entre uma conversa e outra, minha amiga disse que estava feliz por nos encontrarmos naquele dia, porque ela estava em um processo de desintoxicação de pessoas, dando mais valor à sua família e mantendo em sua vida quem lhe fazia bem. O engraçado disso é que eu também estava, inconscientemente, praticando a mesma coisa há algum tempo. No mesmo dia já passamos essa nova dieta para outra amiga que chegou atrasada no encontro, mas achei que não era o bastante e que precisávamos passar isso adiante.

O legal dessa história é que não tem uma fórmula milagrosa que vai te fazer secar em três dias. O segredo para realizar um detox de pessoas que dê bons resultados é analisar quem são os indivíduos que te rodeiam e porque ainda estão ali. Isso significa que você deve passar a conviver mais com as pessoas que compartilham dos seus interesses e aquelas com as quais você sente que há uma troca de sentimentos bons. Para isso, é importante fechar ciclos que já terminaram na prática, parar com aquela conversa de ‘vamos marcar um dia desses’, largar as redes sociais de lado e passar a encontrar gente e, o mais importante: descartar ações e pessoas tóxicas das quais mundo é cheio.

Bons relacionamentos nos jogam para cima e aumentam nossa vontade de viver. Se isso é o que nos dá força para combater e, principalmente, evitar problemas de saúde, porque ainda estamos esperando que a mudança venha de fora?

Esses dias li uma frase que dizia que para a transformação na nossa vida seja real, ela precisa vir de nós mesmos. Não adianta ficar esperando um produto milagroso se você não vai atrás do teu objetivo. É necessário ter coragem sim, não é só bater um monte de folhas verdes, acrescentar gengibre e beber em um gole só. Mas também não precisa começar essa dieta somente na segunda feira do mês que vem. Dá pra ser hoje, aqui e agora.

O DESAFIO ACABOU

#10dias dobem

Bom dia pessoas!

Ontem acabou o nosso desafio #10diasdobem. Eu sempre digo “nosso”, porque me senti muito mais próxima de todas as pessoas que resolveram participar comigo, que me mandavam as fotos no snapchat, instagram e tudo mais. Foi muito bom!

Acredito que todos nós pudemos aprender a cuidar um pouquinho mais da nossa saúde e alimentação nesses dias, porque tenho certeza que não fui a única a inventar receitas e a observar cada detalhe do nosso prato antes de comer.

Estou muito feliz pelos resultados que pude perceber nesses dias. Tive mais energia e até perdi aquela vontaaaade de comer doce depois do almoço, porque sabia que era por um bem maior.

É claro que não temos a necessidade de seguir esse tipo de alimentação à risca até o fim da vida, mas espero que ela seja nossa regra e não mais a exceção!

Fiz um vídeo da minha alimentação completa em um dos dias do projeto e fiquei muito contente com o resultado, espero que gostem:

Pra quem pegou o bonde andando, mas já gostou da ideia, é só clicar aqui pra entender melhor e começar JÁ. Vamos fazer um projeto vida 😉

 

VOU DESAFIAR VOCÊ – PROJETO #10DIASDOBEM

projeto 10diasdobem

Estamos vivendo uma época em que as pessoas se empenham em dietas cheias de produtos prontos, embutidos, enlatados, empacotados que acabam se esquecendo do que é COMIDA DE VERDADE.

E como comida de verdade eu não estou falando somente de alimentos orgânicos, fruta tirada do pé, leite tirado da vaca diretamente pelo consumidor, porque entendo a dificuldade que muitos têm de conseguir ter esse tipo de coisa na mesa todos os dias. Mas falo de buscar alimentos que não são processados, que não possuem a adição de milhões de coisas que não tem nada a ver com a essência do está sendo comprado.

Empresas se preocupam mais em estampar em seus produtos frases como: “0% lactose”, “sem glúten”, “sem açúcar”, e pouco com o valor nutricional, com a pureza da comida.

Isso sem falar na longa validade dos alimentos, o que não pode ser normal, não é mesmo?

A cada dia mais a indústria cria novos métodos e produtos que “auxiliam” nas dietas e nós acabamos caindo nesse conto. Porque na verdade, tudo é tão simples, simples mesmo, como arroz e feijão, literalmente!

Por isso, resolvi desafiar vocês (e a mim mesma inclusive) a consumirem APENAS comida do bem por 10 dias. Ahhh, não é muito não, vaii.

Isso quer dizer descartar da alimentação os chocolates, barras de cereal, iogurtes, maioneses, sucos e refrigerantes, enlatados (como atum), cereais, bolos, pães, farinhas, e tudo mais que se enquadrar como alimento mais natural possível.

Serão 10 dias dentro do mês de agosto em que estaremos compartilhando de refeições mais naturais e saudáveis, para que possamos – juntos – nos conscientizar melhor a respeito do que colocamos para dentro do nosso organismo.

Nosso corpo é um templo, vamos juntos (ao menos tentar) tratá-lo como deve ser tratado? A ideia não é fazer dieta para emagrecer, até porque isso só poderia ser feito por meio de consulta a um profissional e eu não tenho este condão, mas fazer com que a gente se sinta mais leve, mais vivo.

Então estamos combinados. A partir do dia 01/08/2016 quero ver todo mundo aí participando deste projeto.

Poste fotos de seus pratos coloridos e cheios de vida com as hashtags #10diasdobem e #glutenandi e me marque lá no instagram (@luizacastilho) para que possamos dividir nossa experiência. Definitivamente, só temos a ganhar com isso!

Dica: O site PANELINHA da Rita Lobo tem várias receitas ótimas para fazermos nesses dias.