VOU DESAFIAR VOCÊ – PROJETO #10DIASDOBEM

projeto 10diasdobem

Estamos vivendo uma época em que as pessoas se empenham em dietas cheias de produtos prontos, embutidos, enlatados, empacotados que acabam se esquecendo do que é COMIDA DE VERDADE.

E como comida de verdade eu não estou falando somente de alimentos orgânicos, fruta tirada do pé, leite tirado da vaca diretamente pelo consumidor, porque entendo a dificuldade que muitos têm de conseguir ter esse tipo de coisa na mesa todos os dias. Mas falo de buscar alimentos que não são processados, que não possuem a adição de milhões de coisas que não tem nada a ver com a essência do está sendo comprado.

Empresas se preocupam mais em estampar em seus produtos frases como: “0% lactose”, “sem glúten”, “sem açúcar”, e pouco com o valor nutricional, com a pureza da comida.

Isso sem falar na longa validade dos alimentos, o que não pode ser normal, não é mesmo?

A cada dia mais a indústria cria novos métodos e produtos que “auxiliam” nas dietas e nós acabamos caindo nesse conto. Porque na verdade, tudo é tão simples, simples mesmo, como arroz e feijão, literalmente!

Por isso, resolvi desafiar vocês (e a mim mesma inclusive) a consumirem APENAS comida do bem por 10 dias. Ahhh, não é muito não, vaii.

Isso quer dizer descartar da alimentação os chocolates, barras de cereal, iogurtes, maioneses, sucos e refrigerantes, enlatados (como atum), cereais, bolos, pães, farinhas, e tudo mais que se enquadrar como alimento mais natural possível.

Serão 10 dias dentro do mês de agosto em que estaremos compartilhando de refeições mais naturais e saudáveis, para que possamos – juntos – nos conscientizar melhor a respeito do que colocamos para dentro do nosso organismo.

Nosso corpo é um templo, vamos juntos (ao menos tentar) tratá-lo como deve ser tratado? A ideia não é fazer dieta para emagrecer, até porque isso só poderia ser feito por meio de consulta a um profissional e eu não tenho este condão, mas fazer com que a gente se sinta mais leve, mais vivo.

Então estamos combinados. A partir do dia 01/08/2016 quero ver todo mundo aí participando deste projeto.

Poste fotos de seus pratos coloridos e cheios de vida com as hashtags #10diasdobem e #glutenandi e me marque lá no instagram (@luizacastilho) para que possamos dividir nossa experiência. Definitivamente, só temos a ganhar com isso!

Dica: O site PANELINHA da Rita Lobo tem várias receitas ótimas para fazermos nesses dias.

Anúncios

RELAÇÃO ENTRE O GLÚTEN E A ODONTOLOGIA

Odontologia (2)

Além de ser a porta do sistema digestivo, a boca pode ser alvo de algumas manifestações da doença celíaca. Dentre os transtornos mais frequentes estão o bruxismo, manchas, fluorose dental, herpes e aftas.

É essencial que os profissionais da odontologia passem a se aprofundar cada vez mais no assunto, uma vez que eles possuem um papel muito importante para o diagnóstico e também para o tratamento das lesões eventualmente apresentadas na boca.

 Por conta da falta de conhecimento específico, poucos dentistas estão preparados para identificar e/ou tratar os referidos problemas.

Sem contar o fato de que muitos dos produtos de higiene bucal usados tanto em casa como nos consultórios podem possuir glúten em sua composição, e aí já sabe né?! Nessa lista se encontram os cremes dentais, flúor, anestésicos, luvas de odontologia, fio dental.

Assim, como celíacos, devemos explicar todos os detalhes sobre a doença, incluindo, principalmente os cuidados imprescindíveis à esses profissionais, para que possamos obter um tratamento efetivo dos dentes que não cause problemas ao intestino.

 

MINHAS EXPERIÊNCIAS COM ENDOSCOPIA/COLONOSCOPIA

Há alguns anos eu nem chegava perto de agulhas. Exame de sangue pra mim? Pffff nem pensar. Mas depois de ter que passar por tanta coisa devido à doença celíaca, agora já estou tranquila (não muito favorável, mas tranquila kkk)

Para quem ainda não sabe, eu sou de uma cidade do interior de Santa Catarina, que faz divisa com uma cidade do interior do Paraná, mas isso só é relevante quando eu contar que a minha médica é de Curitiba, que, por sinal, é bem perto de onde moro. Só consulto e realizo os exames com essa médica, por diversos motivos, mas o principal é que eu deposito toda a minha confiança nela e o retorno é totalmente positivo. Por essas e outras que minha dica para quem está com medo de passar pelos exames é: Escolha um médico que você confie, faz toda diferença.

Um dos exames que fiz para obter o diagnóstico da doença celíaca foi a endoscopia digestiva. É uma etapa relativamente simples, só que a medrosa aqui não conseguiu nem dormir antes da primeira vez. Isto porque eu tinha certeza absoluta que eu ia acordar da anestesia durante o exame e me afogar com o endoscópio enfiado na minha garganta. Sim, eu imaginava isso.

Mas tá, fui fazer.

Ao agendar a data para a endoscopia, eu já recebi a orientação de não me alimentar a partir das 20h do dia anterior, o que não foi difícil, porque normalmente janto antes desse horário.

No dia, cheguei ao hospital e fui chamada pra salinha (chorando por dentro). Lá veio o anestesista, colocou a agulha no meu braço e eu pensei: “Ihhh, já não deu certo. To sentindo tudo ainda. Vou falar pra essa médica que tá tudo errrrZzZzZz”.

 

Depois, acordei sendo levada para uma salinha de recuperação, na qual fiz amizades pra vida inteira e não lembro de uma palavra que troquei com as pessoas. É a coisa mais sossegada do mundo e a sensação da anestesia é demais (me julguem) hahahahaha.

Por conta da biópsia, eu senti uma dorzinha chata assim, mas super insignificante. Depois disso, fui até alegre das outras vezes que tive que fazer e, de novo, fiz outras mega amizades.

Com a colonoscopia eu só tive uma experiência e não pretendo ter outras. Não se assustem, vou explicar o motivo.

O real problema não é o exame em si, mas o preparo para a sua realização.

Bom, eu passei alguns dias fazendo uma dieta zero frutas/verduras/legumes, o que já é ruim pra caramba. Além disso, tomei laxante durante esses dias e no dia do exame, uma mistura (2L) de soro + água + limão.

Acontece que, na manhã do exame, quando estava quase acabando de beber a mistura, meu corpo não aguentou mais e acabei vomitando quase tudo. Então, veio o desespero, eu só pensava que tudo aquilo que eu passei durante esses dias seriam em vão.

Mas por sorte, o pouco que ficou fez o efeito necessário e consegui fazer o exame com a biópsia.

A anestesia para a colonoscopia me pareceu ter duração mais longa que da endoscopia. Eu dormi aproximadamente uma hora depois do término do exame.

Durante todo o dia depois do exame, me senti bem, apenas com uma cólica, mas nada insuportável. Tive um probleminha a noite, porque a dor da cólica aumentou e acabei tendo febre, mas entrei em contato com a médica e tudo foi resolvido.

Ah, apesar de eu ter falado quase só coisas ruins sobre a colono, uma vantagem eu encontrei: emagreci uns 2Kg em três dias hahahahahhaha

Posso dizer que passa muito rápido e vale a pena se submeter à esses exames, pois é com eles que você vai poder investigar mais profundamente a sua saúde.

Qualquer duvida técnica com relação à isso, converse com um médico. Aqui eu apenas contei a minha experiência, certo?!

 

ENTENDEDORES ENTENDERÃO | ALIMENTOS ORGÂNICOS

Imagem retirada da internet

Imagem retirada da internet

Olá pessoal! Hoje quem vai falar com vocês é minha nutricionista linda. Ela foi quem me acompanhou desde a descoberta da intolerância a lactose, do diagnóstico da doença celíaca até hoje (e sempre).

E o assunto é alimentos orgânicos. Aquela comida de verdade, sem conservantes, agrotóxicos e tudo mais.

Imagem retirada da internet

Imagem retirada da internet

Então, vamos lá

Orgânico é um termo que indica que o alimento é produzido de acordo com normas específicas que vetam o uso de quaisquer agroquimicos, xenobióticos, ou seja, livre de agrotóxicos, antibióticos e hormônios. O contato com essas substâncias pode resultar em alterações hormonais, diminuição da fertilidade, além de serem cancerígenos.

No Brasil já podem ser encontradas frutas, verduras, legumes, grãos, ovos e carnes orgânicas.

O consumo desses alimentos reflete na saúde, menos alergias, disbiose intestinal, melhora do sistema imune e aumento da disposição.

Os alimentos orgânicos são mais saudáveis, saborosos e nutritivos (sua concentração de nutrientes chega a ser 20 vezes maior que em alimentos comuns)  e sua produção respeita o meio ambiente, evitando contaminação do solo, água e vegetação.

Imagem retirada da internet

Imagem retirada da internet

Sempre que puder de preferência a alimentos orgânicos sua saúde e seu corpo agradecem! Alimentação saudável e qualidade de vida!

Charly

Nutricionista Charly J. Doliszny Bottega
CRN 8 5538

“Quis comer arroz doce com quiabo
Botou sal na batida de limão
Deu lavagem ao macaco, banana pro porco, osso pro gato”

(Vacilão – Zeca Pagodinho)