Being Celiac Abroad

our vision

A person with celiac disease may have some difficulty in eating well depending on where they live. In most parts of the world, the gluten containing ingredients are part of the daily diet, and Brazil isn’t different. Although, I saw some regional dissimilarities related to this in my experiences traveling. This is because I suffer from celiac disease, which means that I’m not able to eat food that contains wheat, oats, barley, malt, and rye neither anything that has been contaminated by that protein. Thus, I don’t have many choices when eating. Consequently, one of my first thoughts before moving to the United States was how I would eat well. That’s because I visited the country other times and tried different types of food. However, living here is another kind of thing.

In my hometown, unless you want to buy only fresh food for cooking at home, it’s really hard to find a big variety of gluten-free options. Even the bread is dry and doesn’t have that flavor either the smell of bakery’s fresh bread. On top of that, it’s very difficult to explain to the nonspecialized restaurant’s waiters about my condition, most of them think that I am doing the diet of the moment. The problem is that when nobody understands you, nobody respects you. In contrast, in the United States, the majority of places have a special gluten-free menu, and all attendants write down your request without throwing that judgmental look. For an American that has celiac disease, it can be much easier to have meals away from home because people understand the situation and there is a much wider range of choices everywhere you go.

Another thing about being a celiac is that you don’t always want to have a healthy meal. Sometimes you just want to eat pizza and french fries. The problem in Brazil is that people think that by having a completely gluten-free diet, you also have to be vegetarian, low carb, or maybe live from light. Then, when you find someplace to eat safe, the food is almost always much healthier than a regular food. Conversely, in North America, when you want to eat the biggest and most caloric burger on the menu they present you the same food in its gluten-free version.

However, there is a similarity in both countries that is not so cool: the price. If there is no escape from buying ready-made food in Brazil, this should be done in specific places that especially serve the gluten-free population. And then you can see how much the meal without gluten is much more expensive than the normal food. In the United States as well. Usually, you have to pay a little more for the gluten-free dishes because of a different kind of bread, or because it’s expensive itself. That’s how you realize that the GF meal, regardless of where you are, doesn’t cause a stomachache, but sometimes it hurts in the pocket.

Choosing the best country to eat well when you have celiac disease will depend on what is your favorite type of food, home-cooked or ready-made meal. Considering that I’m already very used to the homemade food, it’s still my favorite since both my grandmother and mother always do the best gluten-free food in the world. After all, nothing compares to mother’s meals. On the other hand, it’s always good to open the horizons and have several choices when food is the main topic. Although, I really hope that the options get to expand in Brazil, like they are in the United States, in such a way that not only me, but all the people who have the same problem will be able to eat normal food when they’re not at home. Even if it’s occasionally.

Anúncios

SENDO CELÍACA EM CURITIBA/PR

Oiiii galera!

Onde moro, por ser cidade pequena do interior, eu não tenho muitas opções de alimentação segura. Aliás, comer fora aqui é missão impossível, das poucas vezes que tentei não tive boas experiências. Então, enquanto eu não tiver o meu lindo, amado, querido e futuro nima, não frequentarei restaurantes por aqui.

Para compensar, quando viajo para lugares que oferecem várias possibilidades, gosto de vivenciar todas elas.

Além de passar por essas tão esperadas experiências, quero poder compartilhá-las sempre com todos vocês. Até porque, grande parte delas, é muito boa para ficar só na rodinha dos celíacos!

Curitiba é uma cidade próxima daqui, que eu costumo visitar frequentemente e, que tem muuuitas opções que eu amo. Por isso não pode deixar de ser a primeira a aparecer aqui no blog.

Claro que eu não mostrarei todos os lugares de uma vez. Até porque, depois de gravar este vídeo, acabei visitando e sabendo de lugares novos e diferentes, que serão assunto para, quem sabe, um próximo vídeo. Mas aí, quanto mais eu for conhecendo e, principalmente, gostando, mais coisas bacanas eu terei para passar.

Venham conhecer:


Fita Crepe Bar

Perfeito para fazer o famoso “happy hour”, o Fita Crepe Bar é o primeiro da categoria, na América Latina, a possuir um cardápio totalmente livre de glúten. Várias pessoas que foram vieram me perguntar se isso era verdade porque “não tinha gosto de comida sem glúten” hahahahaha Mas é verdade, o menu apresenta várias comidas típicas de boteco que contrariam a dieta mas compensam muito pelo sabor. A música ao vivo e a decoração do lugar deixam a noite muito mais especial. Fica na Rua Itupava, nº 1670, Alto da XV.

Choice Treinamento Funcional

A Choice é para quem gosta de se exercitar da melhor forma e com a máxima atenção de um profissional. Pensa em um estúdio pequeno e agradável, onde você se sente confortável para fazer praticar atividades super dinâmicas, é lá!!! Como achar? Rua Teffé, nº 296, Bairro Bom Retiro.

Biofoods Gastronomia Saudável

O restaurante inaugurado em setembro do ano passado, que faz parte da rede Biossana Empório Natural, conta com receitas superexclusivas e deliciosas. Já tive a oportunidade de visitar mais de uma vez e não me arrependi de nenhum prato que escolhi, amei todos eles. As opções são todas sem glúten e sem lactose e, além de todas as qualidades, eles vendem marmitinhas congeladas dos mesmos pratos servidos no restaurante e outras diversas delícias que valem muito a pena. Pra quem ficou com água na boca só de imaginar, resta saber que ele fica na Avenida Presidente Getúlio Vargas. 3309, loja 09, Água Verde, Condomínio Pátio Getúlio, quase ao lado do Empório Biossana (aproveita que está por ali e vai conhecer).

Ah, mais uma vantagem: O estacionamento é ótimo!

Funfit Faz Bem

Sinceramente? Eu não sei nem o que falar, simplesmente me apaixonei pelo lugar, pelo bom atendimento e, principalmente (estendam o tapete vermelho), pelos doces de lá. Só conhecendo para acreditar que é impossível escolher só um. Soube que o nome surgiu pela confusão de Fun (funcional ou diversão) que é exatamente o que a marca passa para nós. Parece que tudo é feito com muito carinho, que eles pensam em cada detalhe, e pra melhorar: É saudável! Sem mais delongas… Corra para a Rua Rocha Pombo, nº 280, Bairro Juvevê.

Obs: Este post não é publicidade.