EXPERIÊNCIA GLUTENFREE EM LONDRES

VIAJAR REZAR COMER

Antes de ter o diagnóstico concreto da doença celíaca, sempre que viajava, eu procurava comer muito bem e em lugares diferentes, pra fugir um pouco daquele conforto de Mc Donald’s e Subway. Nessas últimas férias, realizei minha primeira viagem internacional já com o diagnóstico. Meus destinos foram Inglaterra e França, mais especificamente, Londres, Brighton e Paris, mas passei a maior parte do tempo em Londres mesmo.

Antes de ir, procurei saber mais sobre os lugares que eu poderia comer, inclusive através de blogs e sites como o oficial da doença celíaca no Reino Unido.

O problema é que, muitas vezes, em meio a um passeio, dava aquela fominha. Não sentia vontade de me deslocar até outra estação apenas para almoçar ou jantar, até porque, eu tomava um café da manhã bem reforçado e conseguia aguentar até o horário da janta, diga-se de passagem, sempre muito bem garantida por uma amiga que mora por lá.

Até que um dia resolvi perguntar, meio como “quem não quer nada”, se no restaurante em que estava havia alguma opção sem glúten, que fosse livre de contaminação cruzada. Qual foi minha surpresa quando a resposta foi: SIM.

Depois disso, passei a perguntar em todos os restaurantes, bistrôs e lanchonetes que entrava e, cada vez mais, eu acabava sendo surpreendida diante das respostas. Eu poderia comer, praticamente, em qualquer lugar daquela cidade. Pois, pelo menos na minha experiência, eles somente consideram GlutenFree a ponto de anunciar que o é, se não houver possibilidade de contaminação cruzada.

No fim das contas, acabei deixando de me preocupar em conhecer aqueles cantinhos bem específicos, por perceber que poderia ser feliz em qualquer lugar hahahahahahaha

O que me decepcionou um pouco foram os mercados, achei as opções bem comuns, nada de muito diferente do que encontramos por aqui. A não ser o Whole Foods que é o paraíso na terra, não é mesmo?!

Mas, no próximo post vou contar sobre cada cantinho que gostei de comer por lá, fiquem ligados.

 

Anúncios

DETOX DE PESSOAS

detox-de-pessoas

Sentamos para tomar um açaí daqueeeeles e, entre uma conversa e outra, minha amiga disse que estava feliz por nos encontrarmos naquele dia, porque ela estava em um processo de desintoxicação de pessoas, dando mais valor à sua família e mantendo em sua vida quem lhe fazia bem. O engraçado disso é que eu também estava, inconscientemente, praticando a mesma coisa há algum tempo. No mesmo dia já passamos essa nova dieta para outra amiga que chegou atrasada no encontro, mas achei que não era o bastante e que precisávamos passar isso adiante.

O legal dessa história é que não tem uma fórmula milagrosa que vai te fazer secar em três dias. O segredo para realizar um detox de pessoas que dê bons resultados é analisar quem são os indivíduos que te rodeiam e porque ainda estão ali. Isso significa que você deve passar a conviver mais com as pessoas que compartilham dos seus interesses e aquelas com as quais você sente que há uma troca de sentimentos bons. Para isso, é importante fechar ciclos que já terminaram na prática, parar com aquela conversa de ‘vamos marcar um dia desses’, largar as redes sociais de lado e passar a encontrar gente e, o mais importante: descartar ações e pessoas tóxicas das quais mundo é cheio.

Bons relacionamentos nos jogam para cima e aumentam nossa vontade de viver. Se isso é o que nos dá força para combater e, principalmente, evitar problemas de saúde, porque ainda estamos esperando que a mudança venha de fora?

Esses dias li uma frase que dizia que para a transformação na nossa vida seja real, ela precisa vir de nós mesmos. Não adianta ficar esperando um produto milagroso se você não vai atrás do teu objetivo. É necessário ter coragem sim, não é só bater um monte de folhas verdes, acrescentar gengibre e beber em um gole só. Mas também não precisa começar essa dieta somente na segunda feira do mês que vem. Dá pra ser hoje, aqui e agora.

CAFÉ DA MANHÃ NO POTE

Fazer um café da manhã completo e bem elaborado é muito bom, mas nem sempre temos tempo para isso.

Experimentei uma ideia, que já é famosa por aí e pode ser tanto café da manhã como lanche da tarde. É uma refeição fácil de preparar e pode ser feita na noite anterior, só precisa ficar na geladeira. Mas dá super certo comer fresquinha também!

Confira:

COMO ENCONTRAR IDEIAS INCRÍVEIS NO PINTEREST

PINTEREST

Blogs são tudo na vida. Foi com diversos deles que consegui aprender superar todos os momentos difíceis que a doença celíaca me fez passar.

E tem algo melhor que blogs, em si, que merece ser compartilhado com vocês. Não é nada novo e acho que todo mundo já conhece: o Pinterest. É através dessa plataforma que eu acabo conhecendo diversos sites brasileiros e gringos com ideias incríveis e super diferentes.

Quando estou sem inspiração, com fome ou só procurando dicas novas de comidas mais saudáveis é pra lá que eu vou.

Mas como encontrar essas propostas dentro do aplicativo?

1. Separe um tempo para isso

Uma vez dentro do Pinterest e você vai querer passar o dia todo nele. Por isso reserve um tempinho para fazer seu cadastro e organizar suas pastas dentro do aplicativo.

2. Veja seus tópicos de maior interesse

No meu caso, os preferidos são: glutenfree, diaryfree, healthy meal, semgluten, celiac e outros

3. Procure e siga pessoas

Conforme você vai escolhendo seus interesses, verá que algumas pessoas também compartilham deles, e aí pode haver troca de informações através de seus “pins” e painéis.

4. Monte seus painéis

Nomeie seus próprios tópicos e sempre que encontrar algo relacionado vá adicionando em cada um. Quando você precisar daquele pin, já saberá onde procurar.

5. Descubra pins relacionados

Cada vez que entrar em um pin, ao rolar para baixo verá que aparecerão várias ideias parecidas com aquelas que acabou de pinar.

6. Busque tendências

Sabe aquela receita da moda que você não consegue achar de jeito nenhum? Pois é, lá no Pinterest te garanto que vai encontrar a mesma receita executada de mil maneiras diferentes.

7. Entre nos sites originais

Cada pin é retirado de um site, blog, tumblr ou seja o que for. Então, quando pinar algo muito fabuloso, entre e conheça o site. Quem sabe você não acha outras coisas bacanas por ali?!

PINTEREST GLUTENFREE

E claro, quando encontrar ideias maravilhosas na internet, nada impede que você seja o primeiro pinador, guardando-as nas suas pastinhas.

Eu já encontrei criações surpreendentes por lá e digo que vale muito a pena dar uma olhadinha (ou várias)!